Make your own free website on Tripod.com

CAUSAS DE ACIDENTE DE TRABALHO

1 - ATOS INSEGUROS

     Os atos inseguros são, geralmente, definidos como causas de acidentes do trabalho que residem exclusivamente no fator humano, isto é, aqueles que decorrem da execução das tarefas de forma contrária às normas de segurança. É a maneira como os trabalhadores se expõem (consciente ou inconscientemente) aos riscos de acidentes. 

             É falsa a idéia de que não se pode predizer nem controlar o comportamento humano. Na verdade, é possível analisar os fatores relacionados com a ocorrência  dos atos inseguros e controlá-los. Seguem-se alguns fatores que podem levar os trabalhadores a praticarem atos inseguros:

a) Inadaptação entre homem e função por fatores constitucionais:

Ex:  Sexo, idade, tempo de reação aos estímulos, coordenação motora, agressividade, impulsividade, nível de inteligência, grau de atenção, etc.

b) Fatores circunstanciais: fatores que estão influenciando o desempenho indivíduo no momento:                                                        

Ex: Problemas familiares, abalos emocionais, discussão com colegas, alcoolismo, estado de fadiga, doenças, etc.

c) Desconhecimento dos riscos da função e/ou da forma de evitá-los. Estes fatores são na maioria das vezes causados por: seleção ineficaz, falhas de treinamento, falta de treinamento;

d) Desajustamento: Este fator é relacionado com certas condições específicas do trabalho:

Ex: Problemas com a chefia, problemas com os colegas, política salarial impróprias, política promocional imprópria, clima de insegurança;

e) Personalidade: Fatores que fazem parte das características da personalidade  do trabalhador e que se manifestam por comportamentos impróprios:

Ex: o desleixado, o "machão", o exibicionista, o desatento, o brincalhão.

2 - CONDIÇÕES INSEGURAS

         São aquelas que, presentes no ambiente de trabalho, colocam em riscos integridade física e ou mental do trabalhador, devido à possibilidade do mesmo acidentar- se. Tais condições manifestam-se como deficiências técnicas, podendo apresentar-se:

a) na construção e instalações em que se localiza a empresa: áreas insuficientes, pisos fracos e irregulares, excesso de ruído e trepidações, falta de ordem e de limpeza, instalações elétricas impróprias ou com defeitos, falta de sinalização;

b) na maquinaria: localização imprópria das máquinas, falta de proteção em partes móveis e pontos de agarramento, máquinas apresentando defeitos;

c) na proteção do trabalhador: proteção insuficiente ou totalmente ausente, roupa calçados impróprios, equipamento de proteção com defeito.

          Essas causas são apontadas como responsáveis pela maioria dos acidentes. No entanto, deve-se levar em conta que, às vezes, os acidentes são provocados pela presença de condições inseguras e atos inseguros ao mesmo tempo.

2.1 - MANEIRA DE SE TRAJAR NO LOCAL DE TRABALHO

           É sabido que as partes móveis das máquinas formam pontos de agarramento que  representam constante fonte de perigo para o operador. São exemplos de pontos de agarramento: - cilindros; - polias;  - correias;  - correntes;  - partes sobressalentes;  - engrenagens, entre outros.  ;        Partes que poderão ser agarradas: - cabelos compridos e soltos;  - camisa desabotoada; - -calças de boca larga; - roupas soltas; - camisa de manga comprida; - enfeites; -colares; - cordões; -  brincos; - relógios; - pulseiras; - anéis, entre outros.

          O  calçado inadequado é também um   grande problema no ambiente de trabalho porque, geralmente, os tipos usados pelo trabalhador são desaconselháveis e ninguém está livre do perigo de que algo pesado caia sobre os pés ou que algo perfurante ultrapasse a sola dos sapatos.

           Algumas providências podem ser tomadas de imediato para minimizar os riscos de acidentes, das quais citamos algumas:

-  usar touca ou gorro para prender os cabelos compridos, o  usar a camisa abotoada e dentro da calça;

-  usar as mangas compridas com os punhos abotoados ou, então, mangas curtas, e  usar calça de boca estreita com as barras firmemente costuradas e sem virar, e  usar calçados de sola de couro, fechado e baixos;

-  usar sapatos de segurança com biqueira de aço, onde se fizerem necessários; 

não usar qualquer enfeites no pescoço, braços mãos e dedos;

-  usar roupas ajustadas ao corpo, sem serem apertadas ou largas demais.

 

2.2 - ORDEM E LIMPEZA

     É sabido que no ambiente de trabalho muitos fatores de ordem física, exercem influência de ordem psicológica sobre as pessoas, interferindo de maneira positiva ou negativa no comportamento humano, conforme as condições em que se apresentam. Neste contexto, a ordem e limpeza constituem um fator de influência positiva no comportamento do trabalhador.

     As pessoas que trabalham num ambiente desorganizado sentem uma sensação de mal-estar, que poderá tornar-se um agravante de um estado emocional já perturbado por outros problemas. Esse estado psicológico poderá afetar o relacionamento dos trabalhadores e expô-los ao risco de acidentes, além de prejudicar a produção da empresa.

     São fatores de ordem física: cor, luminosidade, temperatura, ruído, etc. Em um ambiente desorganizado, podem-se encontrar:

-  passagens obstruídas com tábuas, caixotes, produtos acabados, etc.;

-  obstáculos que impedem o trânsito normal das pessoas por entre máquinas ou corredores;

-  obstáculos em que se pode facilmente tropeçar ou escorregar;

-  chão sujo de graxa, combustíveis ou substâncias químicas.

 

     A limpeza, conservação e manutenção são muito importantes em se tratando de máquinas, equipamentos, bancadas e ferramentas de uso individual, assim como as dependências de uso coletivo merecem uma atenção especial no que se refere a esse aspecto.

     A seguir, alguns cuidados que se deve ter com o ambiente onde trabalhamos:

-  as bancadas e as máquinas devem permanecer sempre limpas e em ordem;

 - resíduos, cavacos, serragens, estopas impregnadas de óleo e graxa devem ser colocados em latões de lixo; 

- para cada objeto deve existir um local adequado;

 - os materiais devem ser armazenados de uma forma segura;

- manter desimpedido o acesso ao material de combate a incêndio: manter a sinalização desobstruída; 

- preservar a ordem e limpeza no refeitório e local de refeição; manter as instalações sanitárias limpas e desinfetadas, conservar o vestiário limpo e organizado. 

      Muitos outros exemplos poderiam ser citados pois, em todos os ramos de atividade em que se deseja realizar determinadas tarefas, num ambiente de tranqüilidade e segurança, necessitam-se de dois fatores imprescindíveis: ordem e limpeza.

VOLTA À PÁGINA ANTERIOR