Make your own free website on Tripod.com

               RECUSA ALIMENTAR   /  CONHECENDO OS ALIMENTOS

    Para alimentar corretamente seu filho, é preciso conhecer alguns princípios da nutrição. Caso contrário, a dieta da criança pode ficar deficiente, prejudicando o seu crescimento. Primeiro, é importante saber que os alimentos são classificados em grupos de acordo com a função que desempenham no organismo,. Segundo, uma dieta equilibrada se faz com representantes de todos os grupos. Terceiro, quando um dos componentes da refeição é recusado pela criança, deve ser substituído por outro de mesma origem. Assim, proporciona-se ao bebê todos os nutrientes essenciais, e o que é melhor, respeitando suas preferências naturais.

ALIMENTOS RICOS EM PROTEÍNAS

    As proteínas   auxiliam na formação   dos órgãos e tecidos e têm participação direta no crescimento da criança. Deve-se ter cuidado para não exagerar na sua quantidade, pois muitos ainda acreditam que as fontes de proteínas são os alimentos mais importantes.
     As proteínas de melhor qualidade estão nos alimentos de origem animal: leite, ovos, carnes, queijos, iogurtes, vísceras (fígado e coração).  Contudo, as leguminosas (feijão, soja e ervilha) também contêm proteínas, mas de qualidade inferior às de origem animal. Para melhorar a qualidade das proteínas das leguminosas, recomenda-se misturá-las com cereais na mesma refeição, como, por exemplo, o arroz, o feijão, numa proporção de três partes de cereal para uma de leguminosas.

ALIMENTOS RICOS EM CARBOIDRATOS

     Os carboidratos são a base da alimentação. Os carboidratos poupam as proteínas, evitando que elas sejam desviadas produção de energia. Por isso, é impossível uma dieta infantil que não tenha doses adequadas de carboidratos. As melhores fontes são: arroz, farinhas, milho, trigo, aveia, açúcar, macarrão, pão, batata, mandioca e frutas.

ALIMENTOS RICOS EM VITAMINAS E MINERAIS

As vitaminas e os minerais estão distribuídos nos alimentos em quantidades pequenas, mas com função essencial, que é a de regular o metabolismo. A falta desses nutrientes ou o fornecimento inadequado deles fazem com que a criança cresça menos, se sinta mais cansada, tenha mais preguiça e aumentam os riscos de aparecimento de doenças, principalmente infecciosas. As melhores fontes são legumes (cenoura, beterraba, ervilha, chuchu, abobrinha, abóbora, vagem tomate, pepino), verduras (alface, repolho, couve, espinafre, chicória) e frutas (mamão, maçã, morango, manga, banana, abacate, acerola, laranja, limão, maracujá, goiaba, pera).